Mensagem de Pedro da Luz

Mensagem de Pedro da Luz

 

Salve o encanto da vida em proporções gigantescas ao amor universal.

Salve o intento que todos temos de renovar a terra!

Salve a grandiosa luz do Cristo que se espalha ao som das liras, das harpas e das trombetas angelicais!

Salve o aprendizado que se faz presente aos corações de boa vontade.

E, meios ao turbilhão de coreografias diversas estão presentes a gigantesca força do universo que se funde em paz, em luzes infinitas da grandeza universal.

Satisfeitos com o grande advento que se perpetuará na terra, conivente estamos para a lavoura dos canteiros de luz em existência a ser plantada em cada ser.

As esmeradas irradiações acontecem direcionadas as criaturas filhas de Deus.

Projeções avançadas são encetadas ao divino e contemplativo aprendizado para a tão sonhada e singela libertação.

Fila imensas de trabalhadores e discípulos da luz entremeados de amor se fazem de companhia aos terrenos dando-lhes o suporte necessário a esse turbilhão e conflitos que as mentes humanas passam...

Nessa grandiosa teia de entrelaçado de amor reunimo-nos ao advento maior do cosmo:

A grande revolução de um pólo para outro.

Funde-se em amor todas as hierarquias que trabalham pela evolução humana embora não vejais!

A festa irradiante acontece gradativamente.

Em coro os anjos de Maria Santíssima estão a sublimar as irradiações em um constante trabalho amoroso.

Há um grande perpassar de seres em conúbio com o amor para lhe proteger das nuvens densas que desejam a influenciar as mentes humanas.

Ó homens, previnam-se contra as trevas com a oração, com a mente limpa e com os dardos benéficos da caridade!

Fazei o bem pelo bem.

O amor somente pelo amor!

Se angelizem ainda na terra!

Sonhos de paz e eterno amor devem ser alimentados para que a terra de um horizonte a outro se encha de respaldo energético positivo.

Vamos nos unir em pensamentos, palavras e obras ao divino concerto!

A chama do eterno amor os convida ao desdobramento das atitudes generosas.

Fora da caridade não há possibilidade de libertação.

Olhai a beleza dos lírios dos campos a emergir da humildade do lodo escuro e as ressurgir branco, perfumado e contente pelo frescor da vida.

Praticai as virtudes que lhes elevarão como almas na carne.

Cuidai do aprendizado interno.

Orem mais, observem mais, retenham mais as energias benfazejas da vida.

O Cristo misericordioso os convoca a bondade para a perfeição.

Olhai o ser que sofre, o ser que ainda não renasceu para a luz.

Os opacos são opacos porque não aprenderam a ver a vida brilhante como ela é.

Dê-lhe alegria, exemplos de fé, palavras crísticas, benevolência, abraços de compreensão.

Cuidai para não julgar aquele que não enxerga como você.

Tende complacência com as falhas humanas.

Vós já fordes assim também. O egoísmo apagava as virtudes que hoje já deténs.

Pratiquem o amor nas pequenas oportunidades!

Afastem de si as iniqüidades que tanto atrapalham o progresso humano.

Fazei o exame das vossas chagas morais.

Analisai os vossos erros.

Tende critério consigo.

Sede severos nesse caminho que os levam ao acerto.

Comentai apenas as boas obras que os homens fazem para o aprendizado próprio.

Ninguém amadurece de uma hora a outra.

Lembram do fruto?

Processo que vem da planta a flor e ao restante das suas etapas?

Preservai os bons pensamentos para afastar as influenciações perniciosas ao vosso adiantamento.

Orai com cuidado para o vosso equilíbrio.

Estendei as vossas dadivosas mãos aos pequeninos seres.

Se eles baterem a vossa porta, lembre-se da figura do mestre e os atenda com o seu coração.

Sem a abrir a porta do vosso coração as grandes obras, vossas falhas não se apagarão.

Não esqueça de que o passado ainda está concentrado no presente.

O vosso dever é harmonizar-se com o momento em que viveis no planeta que se encontra em transição.

Provas e expiações é o processo em que ainda viveis, mas o Memorável Criador não deseja que provem do sofrimento.

Pois se amardes a si mesmo para amar o que vem em busca de ti o sofrimento será desnecessário.

Vivei para o amor.

Vivei para a compreensão

Vivei para estar em constante aprendizado e progresso.

Levanta os fracos, os deserdados, os infortunados!

Dá-lhe o teu conselho, a tua palavra, o alimento que mitiga a fome do estomago e o prepara para receber o alimento da alma.

Há muitas almas pesarosas precisando do teu concurso fraterno.

Não professe o Cristo somente com a leitura do seu Evangelho ou parafraseando com os versículos de efeito moderador, mas dá a tua contribuição de efetivo amor através do exemplo feito pelo coração.

Dá-lhe o teu testemunho de amadurecimento espiritual, não das frases decoradas, dá-lhe o discurso da afetividade, da compreensão, da tolerância.

E como vamos poder levar o Cristo aos corações enfermos senão aprendemos a tolerar os insultos, as intransigências?

Levai aos infortunados um buque de rosas de esperança, para que eles possam também mais tarde se inspirarem no teu gesto solicito sem o toque da trombeta da vaidade que tanto fazem aqueles que desejam serem vistos nas sinagogas terrenas!

Amai o amor para abrandares o teu coração.

Implanta nele a chama desse sentimento que nada pede, nada exige, dar-se a quem necessita.

Ide ao encontro do infortúnio.

Ide ao encontro de ti mesmo nessa festa que é a vida.

Mais tarde em outro plano mais sutil verás que o Cristo lhes convoca ao supremo e divino concerto do amor universal, para que não demores a ser um ajudante direto das suas hostes celestiais internas que conquistastes com a prática do amor através das pequenas dádivas a que te propões a dar do intimo do teu ser.

Canta o Evangelho do Cristo em palavras para despertar a chama da fé nos corações, mas faz com humildade o teu tributo de amor em abnegação a vida.

Vai caríssimo amigo e irmão, em busca do servir sem ostentação.

Segue contagiando as células da tua alma em busca de contagiar radiosamente as células da alma carente do teu irmão que esmola de ti atenção, carinho e receptividade ao seu momento.

Um dia verás que o verdadeiro Cristo dormita em ti apregoando a verdade para que a tua libertação mediante o desprendimento das tuas virtudes em conúbio com a força divina e universal para honra da tua alma ainda na terra.

Coragem, a força do amor está em ti!

Começa a desenvolver as etapas de doação e assim a manifestação gloriosa do Cristo acontecerá dentro de ti fazendo brotar o perfume de todos os deuses de luz que existem nas dimensões do amor infinito.

Engrandecidamente estamos todos juntos a realizar o mutirão de caridade. Então a hora é chegada.

Juntemo-nos de peito cheio de amor para fazermos o que o Cristo nos sugere:

"Vamos a caminho da verdadeira Jerusalém!

Juntos em procissão de mãos livres e coração aberto ao encontro do infortúnio, porque assim está escrito nas tábuas sagradas das leis divinas.

Amemo-nos uns aos outros para sermos amados cada vez mais pelo nosso Rei e condutor dos nossos barcos.

Vamos lançar as nossas redes ao mar não para pegar peixes, mas para arrebanhar outros discípulos para a caridade em nome da bandeira do Cristo Jesus!

Lancem as vossas redes ao mar interno para sedes verdadeiro discípulos da luz e do aprendizado que a vida lhes oferece.

Segue-me companheiros amados. A vida os clama renovação. Eu estou convosco até o final dos séculos.

Vinde a mim todos aqueles que desejam colaborar com a minha vinha de amor.

Eu estou de braços abertos para lhes acolher nesse mandato de oferendas aos meus filhos e irmãos amados.

Quem fala de mim, em mim e permanece de braços cruzados, não entendeu a minha estada nesse amado pedaço do Universo.

Sedes felizes. Acompanhem-me nessa caminhada para a paz verdadeira.

Sigam-me, eu lhes farei de novos Simeãos, novos Pedros, novos Joãos, novas Madalenas!

Eu e minha mãe estaremos a lhe esperar com todo perfume do nosso amor para abrilhantar a terra com o fruto da nova realidade: Uma nova terra abençoada pela paz dos homens que a habitarão apos a sua total mudança.

Aguardamos o seu SIM..

Esperamos o tempo que for preciso para que se unam a nós nessa empreitada que visa à libertação e a compreensão de seres para uma nova alma.

Esperamos que a serenidade e a brandura sejam os vossas companheiras através desse farol de luzes benditas de amor do Pai que todos estão sendo cobertos.

Em suave amor e com o perfume dos lírios de Maria Santíssima, eu, Pedro da Luz lhes convido também para juntos recuperarmos o tempo perdido.



Fonte : Francyska Almeida- 2009-Fortaleza-Ce.

 
 
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!