Luiz Sergio

Luiz Sergio

 

Desde que a Doutrina dos espíritos foi codificada e trazida até nós através de médiuns que se fizeram portadores da mensagem consoladora de Jesus conforme a sua promessa, que se escreve em torno do assunto. Pela sua vastidão tornou-se inesgotável a fonte do conhecimento invisível.

No entanto, nem todos possuem o discernimento necessário para sua divulgação, porque há também interesses materiais em jogo.

Mas a mensagem crística é somente uma: A que vem de Jesus e de seus auxiliares para a melhora do ser na terra.

Quem trouxe essa faculdade ou a tarefa literária, todas as mensagens que possa receber terá que passar pelo crivo da sua razão através do uso do discernimento. A análise das comunicações deve ser imediata.

A obra vem através de si e não de si.

Portanto, a vaidade somente vai complicar, e esse portador vai atrasar-se espiritualmente.

Se recebeu essa missão, foi para o seu adiantamento. Em se tornando vaidoso, atrairá muitos portadores de luzes opacas.

É necessário que cada médium analise o que recebe, porque nem todas as mensagens provêm da fonte do bem.

Mediunidade é o exercício da fraternidade, do conhecimento e da abnegação.

Médium, o próprio nome nos diz: intermediário. Caso este ou aquele se torne alvo de interesses materiais, sofrerá inúmeros danos perispirituais.

Não podemos colocar nenhum médium num pedestal por produzir

fenômenos maravilhosos.

Até hoje ninguém que trouxe essa força, foi coroado na terra, nem mesmo o nosso luminoso Chico Xavier que sabia muito bem que o que produzia

não lhe pertencia.

Todos os instrumentos de passividade devem ter cuidado com os fenômenos negativos. Devem ficar abertos mas atentos ao recebimento para posteriormente fazer a devida filtragem.

Espíritos sérios possuem uma linguagem séria.

Espíritos enganadores se traem nas entrelinhas.

Sem pressupostos, cabe a nós estarmos sempre em observação.

Portanto, nenhum médium deve ser colocado em ascensão porque veja ou ouça o que acontece em outros planos da vida.

Humildade e muito estudo. Os espíritos trabalhadores da luz desejam sempre contar com trabalhadores sérios.

Pelo pensamento das hierarquias celestes todos os médiuns deveriam encarar a mediunidade como fator necessário em suas vidas, principalmente aqueles que professam a Doutrina Espírita que não foi elaborada pelos homens, e sim dirigida.

A terra está cheia de Espíritos desocupados e descompromissados que terminam buscando os vaidosos para trazerem o seu falso pensamento.

Devemos ter em mente que tal como nós eles aprendem técnicas, se especializam para enganar aos orgulhosos.

É importante que se perceba a energia desses nossos irmãos, o que dizem, e acima de tudo mudarmos o nosso comportamento mental através da segurança evangélica e da transformação moral para que saibamos sempre fazer a distinção.

Ao chegar a uma mente ajustada, consciente, fervorosa e compromissada, jamais os brincalhões virão derramar as suas palavras e teorias porque a conduta reta é um escudo de proteção para todos nós que lidamos com as energias imateriais.

Sejamos criteriosos em nos analisar, pois enquanto não aprendermos avaliar o nosso processo de vida em sentido mais amplo, não vamos poder compreender os demais que fazem parte do nosso circulo de trabalho, amizade e nem tão pouco discernir o que se esconde por trás das cortinas do invisível.

As energias sutilizadas estão à espera da nossa modificação interna para serem abrigadas junto a nós.

Enquanto que as deletérias estão querendo nos utilizar para destruir a luz. E se não nos cuidarmos, podemos servir de instrumento das trevas.

Simplicidade, consciência, oração e trabalho, muito trabalho assistencial e espiritual. 

                                            Luiz Sérgio

Canal: Francyska Almeida-Fort-Ce.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!