Um bom brasileiro

 

Um bom brasileiro

Um bom brasileiro gosta de futebol

Um bom brasileiro não esmorece dos  seus sonhos e vai à luta

Mas um bom brasileiro crer em Deus

Um bom brasileiro faz poesias e piadas com o que não lhe agrada viver

Somos todos bons e inteligentes brasileiros

Porque alçamos a nossa bandeira com orgulho

Pintamos as nossas caras para protestar

Pintamos as nossas caras para torcer nas olimpíadas

E em contras competições

Erguemos o nossos dever cível

Somos bons brasileiros porque apesar das crises

Brincamos  e bailamos no carnaval

Em três dias esquecemos as nossas dívidas

E na quarta feira voltamos à nossa realidade

Somos abençoados poetas, pintores, jornalistas,

Comentaristas e servos da vida como bons brasileiros

que crêem  num amanhã mais seguro

Acreditamos no bom inverno a nos trazer

A fartura bendita em nossas mesas

Somos filhos de um país rico que aos poucos

Vai se integrando a outros de maior porte

Lá fora alguns já estão de olho nas suas riquezas internas

Eles sabem que aqui há   muito ouro negro, ouro brilhante,

Pedras preciosas e outros metais nobres

Somos os patriados de verde e amarelo que jamais desistimos

E pagamos sempre para ver o final da história!

E elas há de ser glamorosa

Porque Deus tem as suas reservas de amor

Para lhes entregar e com elas fazê-lo   

Um dos maiores países desse continente

De cá,  eu e outros poetas dessa linda associação

Sabemos o que vai se descortinar nesses próximos dez anos

Ficamos aqui como brasileiros de coração

Na expectativa dos acertos de quem entra

Para dar continuidade a visibilidade  

Desse país a quem tanto amamos  que terá o seu futuro brilhante

Não vamos votar porque aqui não existem urnas

Ou melhor,  há urnas cujo ouro dos ensinamentos divinos

Lá estão registrados e nós o acessamos para compreender melhor

Os nossos destinos e desse país a quem veneramos

Como filho eterno cujas alegrias  vividas

Se encontram em seu  coração secular!

Abraço a todos os brasileiros

A todos os novos poetas a pedir-lhes

Que sejam amantes da sua rica natureza

Cancioneiros de suas belezas

Compositores das suas conquistas  e do seu futuro

 O qual todos apostamos ser para breve

Em louvores  verde e amarelo,  o poeta da mesma cor

O poeta que ama esse verde e continua em abraço

Aos irmãos de pele escura que também tem o coração colorido

Das cores da nossa  amada  bandeira brasileira!

Castro Alves

 Canalização Francyska Almeida

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!