ESTÁGIO COM OS MESTRES ASCENCIONADOS

ESTÁGIO COM OS MESTRES ASCENCIONADOS

Saibam que  estou muito feliz como espírito trabalhador do Cristo pelo crédito que tenho do seu amor!

Na verdade não me sinto merecedor, mas se chegam os aplausos amorosos, devemos agradecer com humildade.

Estamos hoje com mais responsabilidade pelo beijo e pela lavagem dos pés dos mestres que o mundo conhece como ascensionados. Algo indescritível aos nossos olhos.

Quando que eu como um simples funcionário de um Banco cujo numero é 1 do Brasil iria imaginar vivenciar algo tão grandioso e estupendo aos meus olhos?

Amados amigos, um prêmio desmedido ao meu coração de trabalhador e buscador do outro: o enfermo.

Sinto-me um menino pequeno a rondar o chão soltando pipas de calças curtas diante da majestade dos mestres ascencionados.

Uma galeria de astros plenos, sem vaidades sem a menor prisão familiar, sem a menor exclusão.

Os altos cerimoniais os recebem.

Mas as suas virtudes não alcançam a mastejosidade dessas manifestações. Entre belos e belas a sua ascensão lhes dar o direto de serem coroados, enfeitados de adereços relativos muitas vezes ao passado de glamour dos painéis dos seus postos.

Os mestres ascencionados vivem em seus postos de trabalho e se fragmentam em seguidores auxiliares. Cada componente auxiliar tem a sua identificação relativa  a cor do seu raio.

Mas os estudiosos do assunto na terra presumem  que cada mestre somente cuida do seu raio.

 Não é bem assim, os raios através dos seus representantes cuidam dos universos paralelos em convivência com o amor que já trazem em seus espíritos livres e seculares.

Saúdam-se sempre em harmonia e respeito. De cada morada se conectam e fazem o seu trabalho colorido.

Pensar nesses radiosos amigos que se unem para ajudar  por exemplo a terra, não consigo repassar para vocês. É um espetáculo de impulsos coloridos de alta potência cuja temperatura nem é fria e nem quente.

Os mestres compreendem a postura da humanidade, porque já passaram por todas as mesmas situações até se desvincularem dos  sentimentos que os afetavam como almas em provações e depois em experimentações de missões relevantes.

Os mestres se dividem em especificação, pois são identificados como personalidades distintas, pois cada um deles tiveram inclinações que os caracterizam hoje.

Não há como dizer que nos identificamos com determinados raio, porque o amor é unânime entre eles.

Curioso é saber que todos eles têm o mesmo referencial e que continuam a obedecer e a reverenciar como seu superior: O Cristo Jesus.

As suas moradas são muito distantes, contudo já ficam mais próximas do seu palácio o que em dimensões não sabemos.

Quem já se consagrou a mestre jamais perderá o seu posto.

Os mestres coloridos se reúnem para decidir também as irradiações para a terra.

Enganam-se aqueles que pensam que eles  não se deslocam.

Mas nesse momento, não existem  as separações que os sectaristas imaginam.

Os mestres vêm  à terra juntamente com os seus auxiliares. Descem dos seus altares de luz e se unem a nós pobres seres pequeninos.

Estou descobrindo muito desses amigos simples, radiosos, plenos, belíssimos!

 Em círculo aprendemos as lições que os fizeram ascender no caminho do progresso.

Feliz por ter sido agraciado com a autorização desse premio.

Estudar nos bancos da escola dos mestres para mim é o máximo que eu poderia conquistar como espírito.

Agradeço a Deus ao Cristo e Maria de Nazaré.

Fotografo todas as cenas coloridas e benfazejas que me passam percebidamente e entrego ao meu espírito a vontade de crescer mais em obediência ao Cristo Jesus.

Conhecer uma parte da vida desses amigos benfeitores nos traz mais respaldo no cuidado aos que sofrem.

Quantos deles não foram martirizados em suas propostas de vida!

Não choram, mas rebuscam o tempo em alegria pela ultrapassagem dessas elucubrações.

Ascenderam com a permissão divina e galgaram os seus pedestais de luz.

É tudo muito novo para mim está estagiando ao lado desses companheiros milenares, sábios e conhecedores da vida.

Encerro esse capítulo esperando aprender mais sobre o contexto do sofrimento da terra e das personalidades que nos cercam para que com mais afinco as reergamos em amor.

Estagiar ao lado desses mentores dos mundos mais elevados, nos dar novas responsabilidades inclusive na escrita para trazer a terra as novidades ainda imprevisíveis a muitos.

Em fé todos deveremos está para ajudar a crença evoluir no planeta terra que aos poucos vai se renovando em camadas construtivas e alternadas.

Findo dizendo que as moradas dos mestres é a  morada que devemos construir com a força do trabalho, com humildade, disposição e muito amor.

Colorido da cor violeta de Saint Germain, repasso-lhes o meu carinho e a certeza de que precisamos dar vôos mais altos em direção a nossa ascensão espiritual.

Que os deuses da luz e os mestres consagrados pela eternidade como luzes transmutadoras,  nos acolham nos impulsionando a sair desse degrau que ainda estamos.

Em Jesus, em Maria de Nazaré em aprendizado junto aos mestres e portadores da divina luz do universo, eu sou um trabalhador do Cristo que deseja  ascensão, não na acepção vaidosa, mas em evolução progressiva nos mundos do além.

Luz e muita verdade em nossos corações.

 Luiz Sérgio

 Canal: Francyska Almeida-311208-Fort-Ce.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!